Crasy Júlio Iglecias- Youtub ( Aperte que toca).

Loading...

sábado, 29 de dezembro de 2012

Obrigada Senhor pelo Ano que finda

Obrigada Senhor
Bom dia aos amigos.
Mais um ano vai findar As coisas boas de 2012 irão ficar em nossos corações pra sempre.
Com certeza todos tivemos alegrias, lucros, sorrisos.
As coisas que atrapalharam a jornada tentem esquecer ou não repetir os mesmos erros
Alguns amigos ficaram no caminho outros entraram em nossos corações
Cada dia foi uma vitória e com vocês reparti muitas coisas
Momentos de tensão dor desilusão
Momentos de amor glória realizações
Tempo nosso grande aliado
Com ele conseguimos sabedoria
Esquecimento perdão
Felizes os que aceitam a vida do jeito ela é.
Sem calor não sentimos falta do frio
Sem seca não sabemos bendizer a chuva
Sem ficarmos sós não conseguimos avaliar a falta do outro
Sem privação não somos capazes de valorizar a abastança.
Que 2013 traga com ele a coragem de enfrentarmos cada dia com um sorriso nos lábios
Mesmo que por dentro nosso coração esteja aos pedaços
Que a fé nos leve sempre adiante
Obrigada Pai Maior pelo Ano que finda.
Obrigada Senhor pelo Ano que entra.
Obrigada a cada amigo pelo grande aprendizado da convivência,
Sem vocês não teria crescido um pouco mais.
Que o Papai do céu proteja você e seus familiares.
Que o Ano que entra seja muito bem vindo
Que o Ano que parte seja de gratidão.
 Feliz 2013 a cada um de meus amigos,
Bia.

Neste Natal..



Neste Natal...
 Eu gostaria de ver gente feliz...
Mais entendimento
Maior tolerância
Menos agressividade
Gostaria Papai do Céu
Que as pessoas fossem mais sinceras
Que a calma imperasse
Que houvesse apenas um pouco de boa vontade do Irmão
O que vejo é pessoas passando por cima umas das outras
O que vejo é egoísmo sem razão
Cuida senhor de filhos tão desgastados
Pela fome, pelo frio, ou mesmo sem razão!
Cuida pai dos estão nos hospitais, casas de caridade.
Nos presídios, nos asilos, nas ruas sem teto no chão
Olha Pai Maior por cada filho filho teu
Perdido
Sem chão.

Bia Castellano.


Difícil!


Quando queremos mudar de rumo à caminhada
Fica tudo complicado parece que tudo esta errado
Que vontade de parar custou a nos encontrar.
O desconhecido assusta e queremos na mesma estrada passar
Se o caminho não mudar sua vida segue a mesma precisamos continuar
Demoramos é verdade bate o medo da saudade
Pois somos de nos apegar a mesmice entediante da acomodação
Você só entende se é bom ou não se outra estrada pegar.
Muitas vezes em nossas vidas isto vai se apresentar,
Mas em nossa escola da vida é preciso de ano passar.
E tudo meu amigo só nós podemos mudar.
Use sua intuição e peça ao Pai Maior pra ajudar.
Eu fiz isto hoje, mais uma vez!
Obrigada Senhor por ter me feito alguém que gosta de experimentar!
Coragem e confiança com fé é a bagagem que mais uma vez vou carregar
Se eu precisar de alguém vou ajoelhar e orar.
 Paz e luz a todos e todas, Simples assim!

 Bia Castellano de Almeida

Pudera Eu

Pudera Eu Pudera...
Andar por caminhos que sempre sonhei
Pudera percorrer teus pensamentos
Pudera em tua vida entrar lentamente
Pudera eu amor de forma permanente não mais me soltar
Pudera amar com calma e jeito
Pudera eu em teus sonhos habitar
Pudera amor abraçar-te ternamente
Pudera eu acarinhar-te com cuidado teus lábios aos poucos tocar
Pudera eu andar livre em seus braços
Pudera contar com você e pra você sonhos de amor sereno
Pudera amor segredar aos seus ouvidos o que em mim não quer calar
Pudera seu sorriso pra sempre guardar
Pudera eu amar-te sem limites
Pudera abraçar-te com a alma e pra sempre te amar
Pudera amor aninhar-me ao seu lado
Pudera manter amor você junto ao peito
Pudera jamais te deixar Pudera...
 Bia

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

ORAÇÃO AO AMIGO-recebi de minha querida amiga Deja Zinn. (youtub).



Poetandoapenas-bia

domingo, 25 de novembro de 2012

Sinal de Deus- Oração


Sinal de DEUS
Hoje começo o dia em oração
Senhor curva-me a teus pés em louvor
Agradecendo a vida
Os momentos onde chorei e sorri
Pai sempre me surpreendeu
Nos caminhos mais sinuosos eu te encontrei
Chegastes a mim, envolto de filha, netos, genro.
Envolvestes meus amores para me auxiliar.
A amiga que surge, o telefone que toca.
O convite inesperado para trabalhar ao seu lado
Obrigada Pai Maior por jamais me faltar
Quando converso contigo e respondes
É aquele sinal ao longe que faz a cada dia eu não parar.
E quando a saúde falha um anjo vem para cuidar
Senhor obrigada por mais este dia
Distraída não vi você chegar!
Se conosco Senhor, e me faz melhor.
Tenho irmãos para auxiliar, em lugares diversos.
Estão a nos aguardar.
Nos Asilos, penitenciárias, ruas, casas de passagens.
Olhai pelos filhos teus que estão em duras provações
Nos sanatórios, hospitais em lares desfeitos.
Nas ruas no vicio, envia teus anjos para orientar.
Enfim Pai de Luz eu nada tinha a pedir,
Mas como filha pedinte rogo a ti Pai amado jamais penses que te esqueci.
E mesmo que eu não perceba os teus sinais, mostre-os estou aqui!
Que assim seja!
 CP 62 Bia Castellano

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Dia da criança by Thêmis Lopes.Grata amiga querida, isto não tem preço!


Para o Pedro e o Lucca, com todo meu carinho.
Um beijo especial na vovó , mais do que especial.

Criança

Sorri criança,Sorri.
Teu sorriso é um bálsamo acariciante,aos corações sedentos de carinho.
Sorri criança,sorri .
Teu sorriso aberto e franco é um lembreteaos descrentes de um amanhã melhor.
Sorri criança,sorri.
Tua alegria trará um pouco mais de esperança,para aqueles que nem sonhar sabem.
Sorri criança,sorri .
Com teu sorriso acariciarás o mundo,que contigo, também, aprenderá a sorrir.

Themis


domingo, 18 de novembro de 2012

Solidão, dor que mata!


Solidão- Todos os direitos reservados.

Solidão, dor que mata!

Sentimento de estar só apenas, não é solidão.
Solidão é quando constamos que as pessoas que amamos
Sequer sabem de sua dor
É quando não encontro no ser amado a palavra amiga
É quando falta amparo
É o descaso das pessoas que tanto amamos
Solidão meu irmão é apenas constação!
Solidão é amor sozinho
É trilhar o caminho sem contar com quem pensou
Desamparado sem estar preparado meu amigo olha o céu e corre a lágrima
Do outro só desamor, desprezo, desesperança, desabrigo, falta de fé.
Solidão é dor amarga nos ombros uma carga por ter perdido o chão!
Solidão irmão é desamor!

CP 62- Bia Castellano


Feliz dia da criança para a criança que existe em ti!


Feliz dia da criança para a criança que existe em ti!
Todos os direitos reservados.

Feliz dia da criança para a criança que existe em ti!
Paz em ti, paz em mim!

Espero o sol raiar e brilhar nos céus de meus sonhos.
Espero amar com a ternura das crianças
Espero sentir meu sorriso te contagiando
Espero neste dia ver o mundo com olhos de luz
Espero descobrir em teu olhar um brilho de esperança
Espero tocar tuas mãos e sentir teu calor
Espero que o mundo sinta minha respiração ofegante
Espero que a todo instante me olhes como se fosse à primeira vez
Espero que este amanhecer seja diferente
Espero brincar como nos velhos tempos
Espero que neste dia da criança seja apenas de muita festa
Espero poder te pegar pela mão e correr
Espero amor que te delicies em brincadeiras te dividas em sorrisos
Espero te dar um grande abraço comer muito doce
Espero e quero que hoje só por hoje venhas aqui!
Espero apenas... Espero...

CP 62 Bia Castellano


Dia do poeta, 20 de outubro de 2012


Pra não esquecer você grande MESTRE do Amor, Poeta da Alegria! (todos os direitos reservados)Arte de Martinho Horta.

Dia do poeta, 20 de outubro de 2012.

Observação. Esta poesia é gratidão aos poetas que enfeitam nosso dia a dia.
Como não posso colocar todos, aqui vai um pouco dos que me inspiram a poetar.
Meu carinho e um lindo find, Bia.


Poesia é SONHO!


Estive consultando os anjos
Conversei longamente com as fadas
Fiz caminhadas longas por entre os bosques
Encantei-me e conversei com as flores

Passei por cascatas lindas
Mirei as águas jorrando
Segui por caminhos encantados
Cantei teu nome para os pássaros

Olhei os céus e vi muitos anjos
Eram grandes mensageiros da poesia
Entoaram-me cânticos e versos
Pra não esquecer você grande MESTRE do Amor, Poeta da Alegria!


CP 62 Bia Castellano

Solidão, dor que mata!


Solidão sentimento apenas-
Todos os direitos reservados.
Enviei esta poesia aos amigos, ontem recebi a arte de Portugal, Leiria.

Poesia de Bia Castellano com arte de Martinho Horta.
Grata amigo além mar você enfeitou e colocou luz em um poema que não é de meus preferidos.
Nós poetas também colocamos muitas vezes momentos nossos em poemas...
Outras tantas e mais comuns são sonhos doces que posto para amenizar a realidade de nosso dia a dia!
Estou repetindo o poema com a arte, veja a grande difença....
Grata por estarem entre meus amigos mai estreitos.

Solidão, dor que mata!

Sentimento de estar só apenas, não é solidão.
Solidão é quando constamos que as pessoas que amamos
Sequer sabem de sua dor
É quando não encontro no ser amado a palavra amiga
É quando falta amparo
É o descaso das pessoas que tanto amamos
Solidão meu irmão é apenas constação!
Solidão é amor sozinho
É trilhar o caminho sem contar com quem pensou
Desamparado sem estar preparado meu amigo olha o céu e corre a lágrima
Do outro só desamor, desprezo, desesperança, desabrigo, falta de fé.
Solidão é dor amarga nos ombros uma carga por ter perdido o chão!
Solidão irmão é desamor!

Bia Castellano/ Martinho Horta.


Orando apenas......


Orando apenas......
Meu carinho que Deus derrame muitas bençãos sobre seus ombros.

Senhor!

No dia de hoje quero agradecer a saúde, a sabedoria á vida!
Rogar a ti que olhe por todos os filhos teus
Que hoje seja eu  mais útil do que ontem.
Daí-me forças para auxiliar mais do que ser auxiliada.
Daí-me a esperança e a fé.
Encaminha Paí querido o irmão
Sem trabalho, sem fé, sem família, sem rumo, desprovido de esperança.
Senhor obrigada pelo meu amigo que junto comigo busca no direito a justiça.
Obrigada pela vida, cuida dos meus quando eu não mais puder fazer por eles.
Ampara Pai querido, os que estão passando por provações.
Alenta o que tudo perdeu!
Senhor, que a esperança viva em todos os corações, a fé seja nossa caminhada.
E quando eu achar que nada mais posso auxiliar daí -me
Coragem e resignação, que eu tenha força para lutar por aquilo que creio até o último minuto de minha vida.
Que assim seja!
Pai abençoa os filhos teus. Bia.

Eu perdi a hora...


Eu perdi a hora...Conversando com você...(Todos os direitos reservados).


O trem já passou
O galo cantou
O sol já raiou
O sino da Igreja já tocou por três vezes

Eu perdi a hora...

O pássaro já cantou
O sol já se pôs
A noite desceu
O vagalume iluminou a noite

Eu perdi a hora...

O arco-íris apontou
Meu amor já partiu
A estrela surgiu
A lua despontou

Eu perdi a hora...

Olhei o mundo a minha volta
O tempo passou
O barco apitou e já esta distante
O último ônibus já lotado a cidade deixou

Eu perdi a hora...

Bia Castellano







Saudades dos que me precederam.....Saudades apenas.


Hoje é dia de oração.
Alguns dizem que é feriado
Outros que é FINADOS
Outros mais...apenas sentem
Uns lembram as alegrias juntas vividas
Outros choram
Mas não podemos negar
Hoje amigo estou fechada para balanço.
Hoje é dia de ORAR!

Saudades apenas.


Saudades...

Saudades de amar..
Saudades de andar sem rumo por caminhos floridos
Saudades de cheiro de terra molhada
Saudades de abraço apertado
Saudades de te ver...
Saudades de amar simplesmente
Saudades de um sorriso franco
Saudades das estradas que não trafego mais
Saudades de casa lotada
Saudades da fogueira que saltava em noite de São João
Saudades de conversas silenciosas
Saudades de pipoca, de pinhão
Saudades de teu cheiro doce
Saudades de conversas cruzadas hoje armazenadas em meu coração...
Saudades de presenças ausentes
Saudades dos domingos de família reunida
Saudades de casa... aquela casa que não tenho mais
Saudades das piadas de meu Mano..
Saudades do papo animado de meu Pai
Saudades da atenção e do carinho de minha Mãe...
Saudades do céu...
Saudades apenas...
Saudades!

Bia Castellano de Bia Almeida



sábado, 17 de novembro de 2012

LAÇOS QUE UNEM...OU NÃO!


LAÇOS QUE UNEM...OU NÃO!

Tem gente vai, mas fica...
Tem outros que estão presentes de corpo, mas já foram.
Tem gente que odeia e forma um laço forte através do pensamento
Tem gente que não sabe o que quer nada tem
Tem gente que pensa que pode tudo nada consegue
Tem gente que simplesmente ama suavemente e calmamente
Tem uns que por rompante destroem afetos que levaram uma vida inteira para ter
Tem gente que apenas deixa a vida acontecer
Tem os que realmente são fiéis a si mesmo
Tem os lutam pelos seus objetivos, valores e prioridades.
Tem os que já desistem antes de lutar
Têm os seguros, inseguros atrapalhados.
Tem aqueles que apenas amam e sabem amar.

Bom domingo aos queridos amigos.
Com carinho, Bia.

05/08/2012.

domingo, 14 de outubro de 2012

Poema meu- Arte de Martinho Horta.






Poema Bia Castellano de Almeida
Arte de Martinho Horta.

Poetandoapenas-bia

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Paz!







Paz!
Rogo no dia de hoje por paz
Na noite de hoje peço paz
Nas ruas
Nas casas
Nos presídios
Nos hospitais senhor
Olhai pelas pessoas que vivem ao relento
Sem nenhum alento
Senhor cobre-as apenas com tua paz
Nas casas em discórdia olhai por teus filhos
Nos lugares agitados ânimos exaltados senhor
Derrama a paz
Nas cidades lotadas rogamos pai por paz
Em cada filho teu que por esta vida passa
A criança que nasce
O homem que se despede da vida
Pai que em todos os momentos de alegria ou sofrimento
Encontre em ti meu alento meu socorro minha PAZ
Da ao teu filho esperança sonhos realidades
A coragem de verdade para enfrentar a luta do dia a dia
Sempre em Harmonia daí-me a graça da vida em serena paz
Que assim seja!
CP 62 Bia Castellano

domingo, 5 de agosto de 2012

Livro Objetos e Memórias






Todos os direitos deste livro pertencem a Editora Novo século.
Pequeno trecho escrito por mim folhas 155 a 160.
O Livro esta venda no Asilo Padre Cacique ou internet.
By Bia Castellano de Almeida.


A Justiça e o Direito.
 Introdução:
Quando tive a honra de ser convidada para participar de um livro beneficente em prol do idoso, fiquei por 24 horas emocionadas e travadas.


Um amigo que prezo, e como meus amigos são especiais na caminhada, me indicou para escrever uma página. .
Assim tive a alegria de conhecer Roseli Bueno a quem quero parabenizar por tão brilhante e nobre causa que abraça ao convidar cada um de nós para fazermos parte da vida do idoso.

Porque a Justiça?
Meu tema é a estatua da Justiça, objeto que acompanha meus familiares em quatro gerações indo para a quinta com minha filha, que esta cursando Direito.
 Meus idosos queridos que me precederam, viveram e lutaram pelo Direito, e quando um de nós estiver em um lugar sem saída entre a Justiça e Direito, LUTE pela JUSTIÇA sempre, estude se não cada dia te tornarás menos advogado.

 1 ª- Geração; Homenagem póstuma ao meu Bisavô Paterno: Macedonio da Silva, advogado.

Filho de Antônio Rodrigues da Silva e Francisca de Azevado Silva. Macedonio graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Cidade do Rio de Janeiro, em 22 de janeiro de 1935; Pela Escola de Direito do Rio de Janeiro, tornando-se assim advogado.
Foi convidado e aceitou ser Diretor do Presidio Frei Caneca.
Meu bisavô tinha uma casa anexa ao presidio, meu pai e avós, moraram no anexo do Frei caneca.
Lembro-me de uma passagem contada por meu pai a respeito de um preso que pintava as paredes do presidio. O Detento cantarolava” quem nasce pra ser pobre não resolve trabalhar”.

2ª- Geração; Homenagem a um homem que tive a felicidade de conhecer;

Homenagem póstuma ao meu avô Paterno: Plauto de Almeida, advogado.
Filho de Maximiliano de Almeida (deu nome ao município de Maximiliano de Almeida no Estado do Rio Grande do Sul, o que muito me honra) e de Maria da Luz de Almeida.
Plauto graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais na Cidade do Rio de Janeiro, em 20 de dezembro de 1941; Universidade do Brasil, Faculdade Nacional de Direito do Rio de Janeiro, tornando-se assim advogado.

Plauto se radicou com a família no Rio Grande do Sul, abrindo sua banca de advocacia na cidade de Lagoa Vermelha. (tenho dele a lembrança de vivermos na mesma casa até que completei 05 anos).
Lembro com carinho a imagem da Justiça em sua mesa, vinda da mesa de Macedônio (seu sogro, pai de minha querida avó paterna Carlinda Isaura da Silva Almeida).
Mulher de garra e fé. Altiva e decidida, caridosa e amorosa. Gosto de me parecer com ela, na determinação.

Tive a felicidade de ajudar a cuidar de meu avô quando pela idade avançada precisaram de amor, carinho e cuidados especiais. A máquina manual de escrever coube a mim, que repassei a meu único neto, não antes sem usá-la para trabalhar.


3 ª- Geração; Homenagem ao homem que me deu a vida, com quem tive a felicidade de partilhar um escritório por 37 anos. Homenagem o meu paí, amigo, colega e parceiro de vida e causas.
De você recebi amor, educação, carinho, sustento, bens, ensinamentos, e bagagem de vida.
Homenagem póstuma ao meu paí: Archimedes Antônio da Silva Almeida, advogado.
Filho de Plauto de Almeida e Carl inda Isaura da Silva Almeida. Archimedes graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela 1ª turma de formandos da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, em 22 de dezembro de 1951; PUC/RS, tornando-se assim advogado.
Tive a felicidade de conviver com um dos homens mais cultos do Brasil.

Foi dono de Banco, corretora de Seguros, Diretor. Membro do Conselho monetário Nacional do Brasil. Vice Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil por oito (08) anos recebeu medalhas e troféus. Fazendeiro teve Haras, criador de cavalos Puro sangue Inglês, palestrante, advogavava em causas consideradas impossíveis. Dizia; onde estiveres entre a Justiça e o Direito, escolhe a Justiça sempre.
Tive a alegria de ficar ao lado dele sempre, e poder retribuir cuidados a um homem integra que apoiado na bengala trabalhou e esteve lúcido até o último dia de sua vida. Idoso sim, velho não. O grande senso de justiça que carrego comigo e dentro de mim, vem de várias gerações.

Minha homenagem Paí, Você foi o melhor, virou nome de estrada, A RS 461 que liga Lagoa Vermelha ao Capão Bonito no Rio Grande do Sul, passou a se chamar Rodovia Archimedes de Almeida, desde o dia 04 de Janeiro de 2011.


 4º Geração; Homenagem a um homem culto ,bom e Integro ,Tinha uma veia de poeta, de musico, compositor, com quem convivi e reparti escritório, livros, causas, sabedoria e amor.
 Meu amado irmão Luiz Antônio Castellano de Almeida, deixou para mim a imagem da justiça que pretendo repassar a minha filha, que também quer ser advogada.

Homenagem póstuma ao meu mano: Luiz Antônio Castellano de Almeida, advogado.

Filho de Archimedes Antônio da Silva Almeida e Isa Prates Castellano de Almeida (hoje nome de Praça no Chapéu de Sol em Porto Alegre.).
Luiz Antônio graduou-se na Pontifícia Universidade católica do Estado do Rio Grande do Sul, em 22 de Dezembro de 1976. Brilhante advogado com teses em todo o País era Tributarista de renome, tendo dois escritórios em Porto Alegre, Um com meu Pai e Eu, outro com o Ex-Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Dr. Amaral de Souza de quem era sócio por décadas.
Amava o campo, saltava em hipismo Rural, tendo sido Diretor Social da Sociedade Hipíca Portoalegrense. Meu mano foi meu colega, irmão e amigo eterno.

Formei um ano depois dele, estudando na PUC, onde tirei Ciências Jurídicas e Sociais, em 19 de Dezembro de 1977, me tornando assim advogada, detentora da Estátua da JUSTIÇA.

 Estudei Direito Empresarial na Pontifícia Universidade católica do Estado do Rio de Janeiro, onde conclui a quarta geração de luta pelos direitos e aplicação da Justiça. Deixo aqui uma mensagem para minha filha, o maior presente que podemos deixar de herança para um filho é a felicidade de amarmos nossa profissão e o dia em que estiveres em conflito entre o Direito e a Justiça, Lute pela Justiça, e agradeças á DEUS pela vocação que confiou a nossa família, para que construíssemos uma sociedade mais justa e fraterna
Encerro aqui, deixando a todos os leitores a mensagem de amor de uma vida dedicada ao DIREITO, a Justiça, ao estudo e a família.

 “A vida nada me deve nem Eu á ela”. Tive tudo, resta agradecer a DEUS pela VIDA. “

Que ele abençoe a todos quando a idade avançar”, pois pra lá todos iremos “esta frase é uma homenagem a minha avó materna Lainha, com quem tive a felicidade de viver e conviver desde meu nascimento até seu último dia entre nós”. Faleceu aos 93 anos, lúcida e bela..


 Beatriz Castellano de Almeida Porto Alegre 10/04/2011.

Falai...ou não.


By Márcio Bicalho Sobrino

Querida Jennifer.

Estou tentando com grande esforço, amar a todos em minha vida e vê-los a partir da perspectiva do amor incondicional.
Liberar os cordões e permanecer focada em minha intenção de amor, paz e alegria em minha vida, muito me tem ajudado.
Mas o que fazer em relação às pessoas que eu não aprecio e que não gosto que estejam por perto? Algumas delas são meus familiares e eu me sinto um pouco culpada sobre isto, mas como posso incluí-las na energia do amor incondicional? Resposta de Jennifer: Esta é uma pergunta que é feita por muitos que estão percorrendo conscientemente um caminho espiritual: como amar as pessoas que elas não gostam.
A resposta lhe dará a paz de espírito e irá liberar a culpa que você está sentindo.
Em primeiro lugar, temos que encarar o amor incondicional e o fato de gostar, separadamente, porque eles são diferentes.
Você pode unir o amor incondicional ao gostar, e o resultado será benéfico, pacífico e amoroso.
Mas você irá lutar se tentar reconciliar os seus vários sentimentos de “gostar” com pessoas e situações diferentes, sem o amor incondicional.
O amor incondicional é uma energia de vibração elevada que existe no Universo.
É o que já somos, e o que temos a fazer, é integrar isto em nossa consciência, que somos e temos esta energia.
Nada temos a “fazer” com o amor incondicional, apenas reconhecer a sua presença. “Gostar” é muito diferente, porque é um julgamento e uma expressão da energia emocional que, embora o confundamos com o amor incondicional, não são a mesma coisa.
O Julgamento é o fundamento da energia emocional, que faz parte da terceira dimensão.
Quando você expressa uma emoção, está também expressando um julgamento, porque tem que criar um julgamento para ter esta emoção.
 Você pode gostar de brócolis e não gostar de rabanete.
Pode gostar de uma coisa e não gostar de outra.
Quando diz que gosta de algo ou de alguém, você está simplesmente expressando um julgamento.
 Achamos que a expressão da energia do amor incondicional somente se estende àquelas coisas que “gostamos’ e com as quais estamos confortáveis.
Mas isto não é verdade.
O amor incondicional existe sem julgamento e assim que tentamos unir o julgamento da energia emocional e o não julgamento do amor incondicional, criamos um conflito.
Se temos que amar a todos, o que fazemos em relação às pessoas que não gostamos?
Nós gostamos daquelas coisas com cuja energia nos sentimos alinhados e que ressoa com a nossa.
A um nível mais elevado, todos nós temos ressonância e estamos conectados com e através do amor incondicional.
Então temos que nos conectar com a energia dos outros e é aí que as coisas ficam confusas.
O sentimento de que não gostamos de alguém, significa que as suas vibrações energéticas não estão alinhadas com as nossas.
Assim, eles nos deixam desconfortáveis, criam os nossos medos, não podemos nos conectar com eles de maneiras que nos tragam alegria, porque não há nenhum alinhamento energético.
Isto não significa que não possamos lhes dar o amor incondicional, porque podemos, através da remoção de nossas energias emocionais e julgamentos.
 Expressar a energia do amor incondicional na terceira dimensão exige desprendimento e aceitação, onde você está desvinculado de qualquer julgamento e aceita a tudo e a todos, a cada momento.
Isto não significa que você tenha que gostar da energia, querer estar perto dela ou tentar adaptá-la a sua vida: você tem apenas que aceitá-la e não julgá-la.
Isto se torna mais difícil com a família, porque todos nós temos julgamentos sobre os relacionamentos familiares e que tipos de emoções e de conexões devem existir dentro deles.
Mas ainda que concedamos a nossa família o amor incondicional, podemos ainda nos sentir desalinhados energeticamente com eles.
Não temos que tentar encontrar maneiras de gostar deles e criarmos uma conexão emocional.
De fato, dar-nos permissão de reconhecer a nossa incompatibilidade energética, pode ser uma escolha muito estimulante, dando-nos alegria, paz de espírito e satisfação.
Apenas porque amamos alguém, não significa que temos que gostar dele.
Que conceito!
Temos apenas que aceitá-lo, sem julgamento, desligarmo-nos de quaisquer obrigações emocionais que impomos a nós mesmos e liberarmos os nossos julgamentos.
Esteja no amor incondicional e crie a sua vida a partir deste ponto.
Reconheça que o que você não gosta, representa um desalinhamento energético e reconheça-o sem julgamento, mantendo o fluxo de sua energia.
Isto permite que as energias mais elevadas do amor incondicional estejam presentes na terceira dimensão e nos libere de quaisquer obrigações de tentar nos alinhar a situações e pessoas que não se encaixam em nossa energia.
E isto cria relacionamentos tranqüilos, satisfatórios, que são livres de julgamentos e de expectativas, que servem ao desejo de todos para alegria, paz, abundância e amor.
By Márcio Bicalho Sobrino
Non Nobis Domine, Non Nobis, Sed Nomini Tuo da Gloriam!
Falai somente quando as vossas palavras forem mais necessárias do que o vosso silêncio...

 "Provérbio Rosacruz"

sábado, 14 de julho de 2012

Quisera..

Quisera...

Quisera eu ter te amado quando me amastes
Quisera ter sentido o coração bater em descompasso apenas por te ver
Quisera ter contigo divido os dias e as noites bem e mal dormidas
Quisera ter dentro de mim um grande amor
Perdoa amigo querido foi maior que eu
Os desencontros de sentimentos vieram em momentos que não consegui te explicar
Quando notei sentir algo diferente era uma amizade forte presente
De mim estavas ausente foi desencontro não amor
Ou um amor de amizade de você sente saudades
Amigo também é um grande amor
Quisera amigo ter por ti sentido outra forma de amor
Quisera...

Bia Castellano de Almeida

domingo, 8 de julho de 2012

Superação



Sinto-me cansada estou fraca, mãos geladas, tento desesperadamente aquecê-las em mim.
Meus braços esfregam as mãos.
Perna bamba meu corpo esta sem forças, andei muito e não consigo chegar, meus olhos fitam a linha do infinito, nada desponta.
Aos poucos ando mais devagar, minha respiração se torna difícil, o ar esta pouco sinto muito Frio.
Meus lábios ressecados pelo tempo a sede pedem água...
Assalta-me o medo...
Choro e ando, preciso chegar.
A noite se aproxima e com ela despontam as estrelas confundem-me...
Acendem e se apagam, estou tonta, preciso seguir...
Tento apressar a caminhada, sei que estas a minha espera ou não?
Avisto a casa, longe para quem esta exausta.
Falta muito pouco...
Vou conseguir, cheguei.
Olho em volta e não te encontro não estas, jogo-me na cama e durmo ainda em prantos.
Acordo muito tarde, olho em volta, a casa como eu está calma, um novo dia raiou, saio, respiro o ar puro do campo aberto.
Sinto-me nova...
Feliz, não importa se não estas aqui...
Nada neste momento importa apenas a felicidade de ter chegado eu me venci!

CP 62 BIA CASTELLANO

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Saudades apenas

Saudades apenas.
 Saudades...
Saudades de amar...
Saudades de andar sem rumo por caminhos floridos
Saudades de cheiro de terra molhada
Saudades de abraço apertado Saudades de te ver...
Saudades de amar simplesmente
Saudades de um sorriso franco
Saudades das estradas que não trafego mais
Saudades de casa lotada
Saudades da fogueira que saltava em noite de São João
Saudades de conversas silenciosas
Saudades de pipoca, de pinhão.
Saudades de teu cheiro doce
Saudades de conversas cruzadas hoje armazenadas em meu coração...
Saudades de presenças ausentes
Saudades dos domingos de família reunida
Saudades de casa... aquela casa que não tenho mais
Saudades das piadas de meu Mano...
Saudades do papo animado de meu Pai.
Saudades da atenção e do carinho de minha Mãe...
Saudades do céu...
Saudades apenas...
Saudades!

CP 62 - Bia Castellano

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Silêncio

SILÊNCIO.

 Uns minutos de silêncio dia inteiro
 Noite toda
 Preciso do silêncio dos bichos
 Do silêncio dos homens
 Do silêncio dos mares
 Preciso do silêncio apenas
 Do silêncio que descanse
 Preciso do silêncio da paz
 Do silêncio de teus lábios
 Tocando os lábios meus
 Silêncio de carinho
 Quero o silêncio do AMOR
 Quero sentir o silêncio apenas
 O silêncio do mundo
 Suavidade do silêncio da rua
 No jardim sinta eu teu abraço
 Que lá encontre O SILÊNCIO QUE EU PRECISO
 Que no meu silêncio o silêncio fale
 Que no teu silêncio me cale
 No encontro de almas enamoradas

 Bia Castellano de Almeida

Poesia apenas.

Outono ensolarado

 Hoje acordei em festa
 Em mim uma alegria incontida
 Sei que vou te encontrar
 Por entre os caminhos de folhas secas
 Passo sorrindo mesmo sem notar
 Estou com um fascínio que transborda
 Ando por entre arvores secas
 Meu pensamento é seu
 Pareço uma menina olhando o céu
 Tento no azul profundo do alto
 Encontrar a resposta que só existe em mim
 Apresso o passo
 Sigo por entre caminhos
 Riachos Ando feliz
 Em minha frente aquela ponte é só o que nos separa
 Meu coração bate forte
 Olho apreensiva seguindo em frente
 Meu olho brilha ao encontrar o teu
 O abraço é forte passa e transpassa
 Ficamos assim por longo tempo...
 Sinto seu calor em mim
 De agora em diante vou ter a certeza que não é sonho
 É amor que reviveu
 Renascemos aqui!

 CP 62 Bia Castellano

Sonho de amor









Sonho

Em você meu amor
Nunca paro de pensar
Vives em mim És meu eterno sonhar
Parece que o tempo
Apenas quer nos testar
 Fomos feitos um para o outro
 Vejo você em todo o lugar
 Pode passar um tempo
 Vamos nos encontrar
 Se não nesta vida
 Será em outra
 Eu sempre vou te esperar
 Quem sabe o universo
 Vai conspirar
 E mesmo que só uma uma vez
 Quero acordada te AMAR!

 Bia Castellano

Desencontros de AMOR.

Desencontros

 Meu caminho é o teu
 E meu caminho é aflito
 Incerto confuso
 A certeza estava em mim em ti
 Perdi
 Esqueci
 Faz-se em nós solidão
 O percurso é longo
 Áspero íngreme
 Em mim tua presença ausente
 Em cada canto uma saudade
 Olho tudo com ansiedade
 Não estas mais aqui
 Nosso amor era sereno
 Calmaria de um bem querer
 Teu sorriso aberto
 Era uma canção
 Então Passou
 A saudade de teu riso me faz sorrir
 Teu amor sempre foi meu
 Mesmo distante te via a todo instante
 Carente latente ausente de mim
 Tua tristeza era também minha
 E juntos fizemos planos
 Enganos
 Paixão que embala
 Arrepia cala
 Percorro estradas por onde andamos
 Rios que passamos
 Montanhas que escalamos
 Caminho de enganos
 Você partiu
 Eu parti
 Saudades de ti
 Saudades de mim!

 Bia Castellano de Almeida

Doce sonho de amar


Vejo-te ao meu lado e com muito cuidado procuro por ti


 Amor que preciso
 Carinho que sonhei
 Creio que me enganei
 Não era nada disto
 A vida é feita de realidade
 Sem lugar para saudade
 Sem tempo de amar Será?
 Não posso sonhar
 A realidade chama
 O coração clama, reclama
 Preciso de este pulsar
 Onde, como?
 O egoísmo impera, supera.
 Separa mata desata
 Onde esta o amor?
 No coração dos poetas
 Que sonham acordados
 Vivendo com carinho e cuidado
 Regando a planta do AMOR
 E assim te encontro amor maior que tudo
 Calado mudo
 Nas folhas escritas do poeta que te regou!

 CP 62 Bia Castellano

Para minha filha amada.

Filha

 Nascestes de mim
 Viestes ao mundo aos gritos e com calma e carinho em meus braços te aninhei
 Em meu ventre te carreguei cuidei amei com todas as forças
 Eu te embalei em meus braços
 Conduzi os teus passos até ficares em pé
 Abrandei teu choro no colo
 Viestes nus te cobri
 Banhei-te
 Alimentei-te em horas certas
 Velei tuas noites bem ou mal dormidas 
Cantei desafinada te embalando acanhada me sentindo sempre feliz
 Filho te dei guarida para seguires em frente
 A cada sorriso teu meus olhos brilhavam
 Sua vitória foi minha
 Você crescendo agarrado a minha mão
 A cada dia te ensinava e contigo aprendia
 Os dias foram passando que eu mesma não percebi
 Era tempo de escola
 Ganhando o mundo de DEUS
 Hoje te digo filho meu
 És meu maior e melhor presente
 Andamos juntos na estrada
 Já têm teus filhos agora meus netos frutos do amor
 Acompanho a caminhada
 De cada momento seu
 Logo você cresceu de mim de depreendeu
 Segui meu rumo na vida
 Ao longe estou vigiando tentando ainda te orientar 
E mesmo que eu me ausente em mim estarás presente
 Nas minhas orações diárias rogo ao PAI muita saúde 
Que encontres no teu caminho alegria e muito amor
 Siga sempre sê feliz Filho se eu errar perdoa foi tentando acertar
 Foi simplesmente por te amar.


Eu tua mãe.

CP 62 Bia Castellano









sábado, 16 de junho de 2012

Nada na vida é por acaso

Poetandoapenas-bia
 Bem vindo sempre.
Aqui você encontra poesias, sonetos, acrósticos, contos e prosas.
Fotos, musicas, um pouco de meus amigos e muito de mim.
Grata por sua visita volte sempre.
Abertura de meu meu blog é poesia minha, com montagem de Martinho Horta.
 ATENÇÃO: ESTE BLOG É RESGUARDADO POR DIREITOS AUTORAIS DE BEATRIZ CASTELLANO DE ALMEIDA.
Bia Castellano- autora. Registrado em Luso Poemas. Proteção de lei de direitos autorais.
Não reproduza os poemas deste blog.( A não ser que coloque os devidos créditos. )
AS FOTOS QUE VOCÊ ENCONTRA AQUI,ALGUMAS TEM A AUTORIA, OUTRAS DESCONHEÇO, SE SOUBER COLOQUE CRÉDITOS. OS POEMAS VOCÊ ENCONTRA O REGISTRO, SÃO MEUS, DE AMIGOS COM OS CRÉDITOS DEVIDOS (ALGUNS DE AUTOR DESCONHECIDO), TEM O REGISTRO DE DESCONHECIDO. MUSICAS, SÃO DO YOUTUB. Seja muito bem vindo, Bia.

Oração do Matuto - Luar do Sertão

Poetandoapenas-bia

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Oração do Matuto.mp4

domingo, 13 de maio de 2012

Páscoa......O que é????

O Espiritismo não celebra a Páscoa, mas respeita as manifestações de religiosidade das diversas igrejas cristãs, e também não proíbe que seus adeptos manifestem sua religiosidade.

Páscoa, ou Passagem, simboliza a libertação do povo hebreu da escravidão sofrida durante séculos no Egito, mas no Cristianismo comemora a ressurreição do Cristo, que se deu na Páscoa judaica do ano 33 da nossa era, e celebra a continuidade da vida.

O Espiritismo, embora sendo uma Doutrina Cristã, entende de forma diferente alguns dos ensinamentos das Igrejas Cristãs. Na questão da ressurreição, para nós, espíritas, Jesus apareceu à Maria de Magdala e aos discípulos, com seu corpo espiritual, que chamamos de perispírito.

Entendemos que não houve uma ressurreição corporal, física.

Jesus de Nazaré não precisou derrogar as leis naturais do nosso mundo para firmar o seu conceito de missionário. A sua doutrina de amor e perdão é muito maior que qualquer milagre, até mesmo a ressurreição.

Isto não invalida a Festa da Páscoa se a encararmos no seu simbolismo. A Páscoa Judaica pode ser interpretada como a nossa libertação da ignorância, das mazelas humanas, para o conhecimento, o comportamento ético-moral.

A travessia do Mar Vermelho representa as dificuldades para a transformação.

A Páscoa Cristã, representa a vitória da vida sobre a morte, do sacrifício pela verdade e pelo amor. Jesus de Nazaré demonstrou que pode-se Executar homens, mas não se consegue matar as grandes idéias renovadoras, os grandes exemplos de amor ao próximo e de valorização da vida.

Como a Páscoa Cristã representa a vitória da vida sobre a morte, queremos deixar firmado o conceito que aprendemos no Espiritismo, que a vida só pode ser definida pelo amor, e o amor pela vida.

Foi por isso que Jesus de Nazaré afirmou que veio ao mundo para que tivéssemos vida em abundância, isto é, plena de amor.

BY Amilcar Del Chiaro Filho

PS: Respeito toda e qualquer religião, respeito quem não tem religião, respeito o ser humano independente de credo, time cor ou País, independente de precoceitos.Feliz feriado de Páscoa aos queridos amigos e familiares, Bia Castellano de Almeida.

Mãe

Homenagem que deixo para refletirem durante o mês de Maio, mês das mães.



Mãe

"Teus braços foram meu amparo
Teu seio meu alimento
Teu coração meu sentimento
Tua vida minha lição
Perdoa se hoje talvez muito tarde
Reconheça erro que fugi ao dever de agradecer
Pelas noites de vigília
Pela refeição
Pela roupa lavada
Pela dor com que acompanhavas meus dias de deslizes
Neste dia em que os filhos
Gratos e ingratos te lembramos
Recebe de minha parte a certeza de que venho pedindo a Deus
Jamais se repita o triste episódio no qual depositei em canto ínfimo da casa
Um coração tão grandioso como o teu.
Lembro-me das respostas maldosas
E do desentendimento por fugir a compreensão do teu amor.
Perdoa-me Mãe
E juntos peçamos á Deus a volta de nossos dias
Para que eu possa responder-te o que o tempo me ensinou
Que o teu amor e a tua falta me fizeram
Acordar do triste pesadelo do desprezo a que te ímpuz
Me aceita como filho necessitado em todos os dias de tua vida."

Celso de Almeida Afonso/Jair Presente.

Uma das mais belas mensagens que conheço, coloco todos anos desde 2002, para que seja lida. Independente de religião e fé.

Oração e saudades eternas

Amor eterno!

Poderia ser apenas mais um domingo de Páscoa, mas não o é.
Para mim este domingo tem cheiro de amor, mistura de carinho, ternura, saudade.
Domingo de Páscoa quando eu era menina, procurava ovos, ninhos escondidos.
O tempo foi passando e a situação inverteu...
Passei a construir ninhos para minha filhota encontrar.
O renascimento a aparição do Cristo era o que fazia lembrar Páscoa.
Mais um tempo veio o neto e segui fazendo ninhos para ele procurar.
Hoje tudo mudou...
Este domingo passa a ser lembrança da aparição do Cristo
Passa a ser de saudade de um amor que me precedeu.
Neste domingo, três anos atrás me despedia de meu mano sem saber.
Quero dizer a você amigo querido
Que o domingo de Páscoa me lembra de todas as formas o céu
Hoje eu passo o domingo sem falar, só por hoje.
Oro o dia todo
Louvo a DEUS
Rogo a ti Pai Maior
Neste dia quando eu olhar para o céu
Terei a certeza de ver uma LUZ
A estrela maior é luz que me precedeu.
Vai em paz, meu Mano,saudades eternas de você, fica com DEUS.


Bia. (Eu tua Mana).

Chuva fina!



Mato fechado, cheiro de terra molhada, chove muito, esta fria.
Eu totalmente leve, ando por entre uma trilha fina, apresso o passo, nos arbustos molhados me firo, corro meu pranto ecoa no silêncio do vazio.
Cabelo molhado escorrem por meu rosto, pingos grossos de uma chuva incessante, nada me detém.
Avisto ao longe uma casa coberta de palha.
Sorrio, foi aqui que marquei com você. Estou cansada.
O que ainda me move é a lembrança de promessas trocadas, quando totalmente enamorada eu te descobri. Terra de chão batido, barro vermelho te encontrei aqui.
Estou quase chegando, corpo gelado, coração batendo em disparada abro a porta de nosso canto, e qual encanta o lugar é quente, a lareira improvisada com gravetos ilumina o lugar .
Teus olhos saltam como que sorrissem, seus lábios apenas ecoam ardentes palavras de amor.
No fogo em brasa reflete teu sorriso de alegria um brilho que irradia nosso abraço forte, meu norte em ti, teu norte em mim!

Bia Castellano de Almeida.

Praça "Isa Castellano de Almeida

Mãe

Quero através de algumas palavras dizer o quanto fostes importante em meu caminho.
De você recebi a vida, o amor a dedicação, o carinho, a amizade e a cumplicidade das mães.
Recebi os ensinamentos em todos os meus momentos de tristezas ou alegrias.
Estavas sempre ao meu lado, me fazendo compania
Procurastes ser a maior, a melhor e fostes.
Sempre presente ao lado da gente abraçavas a família.
Contigo aprendi a me alimentar, andar, amar, sorrir
Aprendi que com jeitinho e andando devagarinho chegaria a um bom lugar.
Com você mãe querida, aprendi que a vida não é passeio é lição
Carinhosa e dedicada, você por mim foi amada e vive dentro de mim.
Todo dia e muitas vezes, penso com carinho me pego rindo baixinho, lembrando alguma lição.
Mulher forte e corajosa, eras simples e suntuosa linda como ninguém.
Minha maior homenagem minha mãe, por tudo que me passou, valores que ensinou, o exemplo que deixou de uma mãe que era só amor.
Até teu nome era simples, apenas "Isa", parece que para ensinar que mesmo sem se mostrar onde entravas eras vista.
Leal amiga e parceira, fostes minha companheira nas alegrias na dor.
De ti recebi tudo, de lembranças só o que é bom.
Mulher altiva, inteligente, discreta e fina como ninguém.
Obrigada mãe querida, comigo dividistes a vida, o amor a doação.
Sempre amiga e companheira, estudamos juntas, trabalhamos lado a lado, dividindo com cuidado a família que DEUS deu.
Fostes fiel para todos, teu silêncio era uma prece , tua grande descrição.
Na minha vida estas presente, na vida de muita gente, você é lição de amor.
Virastes nome de Praça, homenagem merecida, para uma mulher desprendida que sempre se doou.
Meu agradecimento ao Vereador Reginaldo Pujol, que com seu projeto criou a Praça"ISA Castellano de Almeida"
Bairro Chapéu de Sol-Porto Alegre,RS.
Meu agradecimento e de toda minha família, meu respoeito vereador.
Prefeito Fortunati precisamos demarcar, organizar e arborizar a praça, a cidade agradece.
(Terreno do antigo Haras Santa Eulália de Chapéu de Sol.)
 Doado a prefeitura de Porto Alegre.

Beatriz Castellano de Almeida.


terça-feira, 10 de abril de 2012

poetandoapenas-biahttp://www.sky.fm/play/solopiano

domingo, 8 de abril de 2012

Medo







Nosso maior inimigo=Medo

 Medo de bicho
Medo de gente
Medo de ficar em casa
Medo de sair
Medo de viver
Medo de morrer
Medo de trabalhar
Medo de perder o trabalho
Medo do pai
Medo da mãe
Medo do irmão
Medo do colega
Medo de ganhar
Medo de perder
Medo de não ser amado
Medo de amar
Medo= insegurança
Medo=doença
Medo da dor
Medo do amor...
Medo meu irmão de que?
Medo de quem?
Deus nos fez capaz e o normal é não temer nada
Somos seres livres
Donos de nossas próprias decisões e opiniões
Simplesmente viva!
Qualquer coisa fora disto, trate-se.
Medo causa apenas sofrimento e dor
Saiba sair só das situações desagradáveis
Procure ajuda se não souber ou não puder sair só de situações
O normal meu irmão é não temer!
Simplesmente, viva e deixe viver.
Nosso maior e pior inimigo
Nós mesmos= Vença-se.

 Bia Castellano de Almeida.

SENTINDO APENAS.






Tenho em mim um mundo a parte
 Cada ser humano tem o seu mundo  seu mundo é único diferenciado
Observo seus traços como se pudesse
 Através de sua aparência descobrir em você suavidade e encanto
 Seu rosto é a imagem da felicidade
 Nele transparecem sonhos
 Tristezas e lembranças passaram
 Olho em volta tento me desligar de você
 A natureza é opulenta e deslumbra
 De uma simplicidade ímpar
 Ao redor estamos cercados de um caminho florido e extenso
 Tento tocar suas vestes
 À medida que me aproximo sinto-te mais distante
 Fico parada e não toco em você
 Não estas aqui seu pensamento esta longe
 Só então me afasto...
 Eu o perdi.

 Bia castellano de Almeida.

Oração- Eu e DEUS

Senhor!
 Ajuda-me
Ajuda-me Pai a seguir firme a caminhada
Ajuda-me a ser forte mesmo que eu não te entenda
Ajuda-me Senhor a compreender que nada posso sem teu auxilio
Ajuda-me Pai a seguir sem desistir nunca
Ajuda-me Senhor a ser filha, mãe, esposa, mulher
Ajuda-me a compreender que nem tudo o que quero é possível
Ajuda-me a realizar o que posso sem temor
Ajuda-me Pai a perdoar o que considero imperdoável
Ajuda-me a vencer com meu esforço
Ajuda-me a amar sem limites
Ajuda-me Senhor a realizar em cada dia todo o meu melhor
Ajuda-me ainda a ter discernimento das coisas que ainda não percebo
Ajuda-me pai a realizar sempre algo de bom em prol de meu irmão
Ajuda-me a me ajudar, amém!

 Bia Castellano de Almeida.

Estou só.

Sentindo apenas

 Tenho em mim um mundo a parte
 Cada ser humano tem o seu mundo
 E seu mundo é único diferenciado
 Observo seus traços como se pudesse 
Através de sua aparência descobrir em você suavidade e encanto
 Seu rosto é a imagem da felicidade
 Nele transparecem sonhos
 Tristezas e lembranças passaram
 Olho em volta tento me desligar de você
 A natureza é opulenta e deslumbra
 De uma simplicidade ímpar
 Ao redor estamos cercados de um caminho florido e extenso
 Tento tocar suas vestes
 À medida que me aproximo sinto-te mais distante
 Fico parada e não toco em você
 Não estas aqui seu pensamento esta longe
 Só então me afasto...
 Eu o perdi.

 Bia Castellano de Almeida.

O silêncio é prece.

O silêncio é prece.


 Deus deu-nos apenas uma boca...
 Dois braços/ duas mãos/dois pés/dois olhos/
 Duas narinas/ inúmeros dedos e por ai vai/ 
Temos muitos dentes/vários neurônios/ mas /apenas uma boca/
 Bendito seja o silêncio
Do silêncio vem à reflexão/
 A calma/ nele encontro pensamentos/ outros momentos/ minha alma./.
 Bendito silêncio/ evitas desavenças/ tertúlias inúteis/
 De ti retiro o bom senso /
No silêncio sinto/ Penso/caminhos traço/
 Meu mundo refaz/No silêncio encontro /
Harmonia que dirige meus passos/
 No mesmo silêncio eu oro /
Com DEUS converso/agradeço/ peço/imploro /
 Choro/lamento /momento que acalma /
Sou Eu comigo agora/penso/ repenso/
 O silêncio me acalma/
 Bendito sejas tu/
Reflexão de minha alma/
 Silêncio/
Grande sabedoria de quem sabe silenciar/
 Palavras/ o silêncio sabe falar/
 Aquietas-te e ora em paz!

 Bia Castellano de Almeida.

sábado, 17 de março de 2012

AMOR.




Deixa-me te amar

Teu corpo tocar
Teus lábios beijar
Teu calor com o meu misturar
Você em mim
Eu vejo teus olhos
Ao te olhar sinto prazer
Seu rosto suave aos poucos em mim
Toco seus lábios
Nariz
Boca
Minhas mãos deslizam suavemente
Por teus cabelos
Meus braços
Afagam-te
Abraçam-te
Teu cheiro em mim
Meu cheiro em ti
Enlace de uma mistura de mãos
Sinto o teu coração bater em meu peito
Junto ao teu corpo deito
Acolhes-me em teu leito
Respiras em mim
Entrelaçamos-nos e amamos
Dormimos assim. .

CP 62 Bia Castellano

terça-feira, 13 de março de 2012

Recebi de Roseli Bueno





Prezados autores,


 Em primeiro lugar quero que saibam o quanto tenho admiração e gratidão por cada um de vocês que me ajudaram e ainda ajudam para que este Projeto seja conhecido.
Durante esta longa jornada tive que superar muitos obstáculos, mas não há vitória sem luta... e a minha disposição e determi- nação estão a cada dia um pouco mais fortalecidas, pois acredito neste projeto e tudo estou fazendo para divulgá-lo.
Faz 2 meses que recebi um convite para fazer um "Programa de internet, para webtv" do Jornalista Humberto Mesquita, não hesitei, aceitei o desafio e estou a duras penas produzindo este programa que será semanal, por enquanto não temos "Patrocinios" somente "voluntários", vou aproveitar esta oportunidade para divulgar um pouco mais o Livro Objetos & Memórias.
O programa é de variedades, assuntos sobre a "Terceira idade" nas áreas de "saúde, lazer, cultura, entre outros". Será semanal, vai chamar Vida Vivida - com 3 quadros: (Histórias da vida) (Desafiando a idade) (Objetos e Memórias).
Preciso de patrocinio institucional para manter a equipe e o estudio(por enquanto estou mantendo os custos minimos) se alguém de vocês conhecer alguma empresa, por favor me avisem.
 Por enquanto estou tentando falar com a Ultrafarma, Sebrae, e com o Governo do estado), mas enquanto isso tudo não se resolve, estamos gravando os quadros, com o apoio da Equipe e do estudio do Jornalista Humberto Mesquita.
 Mas adiante creio que já poderei dar maiores detalhes, por enquanto fica a curiosidade.
Quero que saibam que continuo a luta com toda humildade, amor e carinho pelos idosos do Brasil, e conto com vocês para entrevistas no quadro "Objetos & Memórias" para falarem sobre seus objetos e indicações de amigos da terceira idade que realizem atividades que de alguma forma desafiem a idade, como exemplo: nos esportes, musica, dança, artes, algo que chame a atenção para o quadro "Desafiando a idade". A estréia esta prevista para meados de Abril na webtv - Tv de internet. Grande abraço, desejo á todos uma excelente semana!

By Roseli Bueno

sábado, 10 de março de 2012

Quando eu era pequena








Milagre de AMOR!

Minha mãe sonhava comigo mesmo antes de me colocar no mundo
Com carinho e ternura aguardou por nove meses para que eu estivesse
Pronta a habitar o planeta terra
Eu cheguei chorando e com doçura ela me acarinhou
Passou muitas noites acordada
Velando meu sono febril
Quando eu comecei a andar cai inúmeras vezes
 La estava ela para me auxiliar a levantar
Alimentou-me com "seu "leite
Privou-se de coisas que amava para poder comigo ficar
Obrigada Mãe querida
Ensinastes-me na vida a cair e levantar
Quando iniciei na escola pela mão me encaminhava
A professora ouvia calados seus cuidados de aflição
Depois que o tempo passou chegou a hora dos passeios
Mãe quando em casa eu chegava os seus passos escutava
 De alivio porque voltei
Um dia tomei outro caminho
Fiz minha casa e prossegui
Mas nunca me esqueço de ti por um minuto sequer.
Querida  onde você estiver saibas que só lamento
O carinho que só o tempo
Ensina-nos recordar.

Bia Castellano

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Parabéns

FELIZ ANIVERSÁRIO!

 Aniversário de um mundo mágico
 Certo dia estava eu conversando
 No tal mundo virtual
 Nele encontrei alguém de inteligência acima do normal.
 Chamado Protásio Vargas
 O moço em mim reparou
 Pelas coisas que eu dizia
 Conversando em notas do face
 Tudo em forma de poesia.
 Começamos a poetar
 Até que um video postei,
 Nem ao menos reparei
 Foi parar em seu mural.
 Foi assim meu belo poeta
 Não sei se vais lembrar
 Entrei em poematize-se
 Meu padrinho gaúcho
 Vive em MINAS GERAIS.
 Este encanto de lugar
 Que pra você já existia
 Era o mundo virtual
 O recanto da poesia.
 Desvendou um lado meu que estava amortecido.
 Aqui fui encontrando amigos,
 Fazendo poesia
 Ao me encantar e Encantar outros
 Recebi uma carta poética
 Que hoje carrego com carinho Alegria orgulho Amor
 É minha carta da poesia a CP 62.
 Parabéns Protásio Vargas
 Parabéns a todos os poetas e poetisas
 Que fazem parte deste mundo encantado
 A Equipe que formou
 Todos em defesa da cultura e do AMOR.

 CP 62 Bia Castellano

 1 comentários: mara maracabaFeb 26, 2012 07:37 AM
 PARABÉNS À TODOS OS POETAS E POETISAS DO POEMETIZE-SE! LÁ É MINHA CASA...LÁ EU FUI BEM FELIZ!TUDO SEGUIU MUITO BEM PELA MÃOS ORGANIZADORAS DE PROTÁSIO VARGAS! MUITOS POETAS, EXCELENTES POETAS...ESTAVAM SEMPRE LÁ! FOI LÁ QUE EU FIZ E POSTEI O MEU PRIMEIRO POEMA!

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

AME E SEJAS FELIZ.





AMOR é VIDA.

Um meigo e doce amor
Que no caminho encontrei
 Fiquei tão feliz
 Nunca mais o deixei
 Seu coração eu tomei
 O meu sem temor lhe dei
 Pelos bosques da vida
 Andamos de mãos dadas
 Trocando poesias
 Carinhos
 Juras
 Amando sem limites
 A lua é testemunha
 As estrelas também
 Jurei te amar para sempre
 Neste mundo e mais além!

 Bia

Mensagem apenas....

Vença


Falta de apoio
Desamor
 Falta de sensibilidade
Falta de caridade
Falta de compreensão
Levam ao desequilíbrio
Tristeza e falta de estrutura
O dia em que todos os que estiverem a nossa volta
Se unirem
Se auxiliarem
Sentirem segurança de contar uns com os outros
Teremos a confiança necessária
Para seguir em frente e formarmos um mundo melhor
É bem pouco
Pense nisto antes de dizer
Não posso
Não dá
Não vou
Não quero
Com apoio do parceiro nos tornamos fortes
Pelo simples fato de poder contar
Faz toda a diferença
Não desampare a lei do retorno é forte e certa
Faça
Crie
Auxilie
Ame
Doe-se e serás tudo .

Bom domingo e paz


Bia

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Pagina virada

Hoje sinto a dor dos humanos


Meus olhos não estão molhados
As lagrimas secaram com o decorrer do tempo
Apenas a garganta esta seca
Muda... não emito nenhum som
Momentos passam e a cada instante a saudade aumenta
Saudade... de ti de mim de nós
O dia de hoje esta findando
Com ele mais uma etapa de minha caminhada
Sigo em frente
Ergo a cabeça o pensamento é firme
Lembranças apenas
Aprendizado que me fez melhor
Amor
Sofrimento
Dor
Tudo estou deixando pra trás
De hoje em diante vou me vestir de coragem
Calçar os pés apenas com carinho
Pisar em solo firme de amor recíproco
Viver na rua da alegria
Construir uma casa de amizades
Decorar meu recanto com encanto
Tirar a magoa com ternura
Olhar em frente e pra frente
No final da caminhada me encontrar
Só então novamente me entregar.

 Bia

domingo, 22 de janeiro de 2012

A beleza de cada um.






 Hoje brotei terna, doce.
Sinto-me suave como a primavera, leve como as flores.
Construí em mim um castelo de sonhos cor de rosa, doce como o mel;
Cintilante como as estrelas que vislumbro no céu.
Vejo a imensidão do mar em frente;
A espuma que desliza da água vem de encontro a areia fina.
Sinto no corpo bater o vento frio.
Estou só com uma ternura imensa.
Admiro as águas que se perdem misturam-se ao céu.
No horizonte dá-me a impressão de uma farta cortina colorida.
A forma de lua crescente firma o arco-íris.
Minha respiração é leve e sadia.
Sinto meu corpo como se fosse pluma.
Hoje vejo o caminho mais florido, estou mais segura do que quero.
O sol se põe lentamente, parecendo pedir desculpas por ter que partir.
Olho tudo em volta, só tem encantamento por aqui.
Talvez seja apenas a beleza que hoje trago em mim.
A capacidade de compreender, silenciar e te amar. Além de mim... Além de ti. Além... De nós.

Bia.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Objetos e Memórias - Carla Rabetti - Coordenadora de Marketing - Novo Sé...

poetandoapenas-bia

Objetos e Memórias - Asilo Padre Cacique(Porto Alegre)

poetandoapenas-bia

Objetos e Memórias - Encontro em Porto Alegre

poetandoapenas-bia

Objetos e Memórias ( Livro ) - Beatriz Almeida

poetandoapenas-bia

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

VESTES de AMOR






A ternura é sua e minha

A doçura esta em você em mim
O carinho nos impulsiona a escrever
A suavidade é via de duas mãos
 Desejo intensamente estar sempre ao seu lado
 Poetar com cuidado
Suavizar a vida com poesia e muito amor
Ver você em sonhos
 Em vida
Em frente
 Tomar-te em meus braços suave e docemente
Talvez não saibas
 Devolvestes a mim a grande capacidade
Da fé no homem suave
Vestido apenas de ternura
Calçado apenas de Amor
 Oxalá de alguma forma consiga eternizar
Nossos sonhos de apenas amar
Como no primeiro dia em que começamos a nos enamorar
Nas festas ou em momentos de dor
 Para o resto de nossos dias vestidos apenas de AMOR.

Bia

sábado, 14 de janeiro de 2012

Recordo-me

Recordo-me que havia sonhado.


Retrocedendo a noite e encontro-me numa casa de chá que fica ao ar livre.
Olho em volta e só encontro dois lugares vazios.
Este é o lugar que já considerei alegre.
Agora sinto o vento balançando arvores, soprando forte, arrancando folhas, levantando a toalha colorida da mesinha em que costumava em outros tempos sentar.
Os pés que sustentam esta mesinha já estão cobertos de ferrugem, as cadeiras um pouco tortas, noto que o tempo também as marcou.
Depois de observar, puxo uma cadeira e sento.
Existe ainda uma flor vermelha em cada mesa, o rapaz que servia ainda é o mesmo,de tantos anos atrás. Hoje um senhor austero, seus cabelos cor de prata e em seu rosto noto a mesma marca de tudo o que nos cerca, a do tempo.
Lembro-me de alguns anos passados... senhorita, não vai levar a flor?
Esta rosa vermelha é gentileza da casa, notei que a senhorita não apanhou a flor de cima da mesa, queira aceitar.
Balbucio um obrigada.
 Jamais saberá o que significa para mim este “obrigada”.
 Vou embora, sem ao menos saber porque aqui voltei.
As folhas caem, a música some pouco a pouco...me afasto mais e mais...sinto uma paz infinita.
Acordo sorrindo, foi sonho ou vivi?

 CP 62 Bia Castellano

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Meu nome é MULHER!

Meu nome é MULHER!

 Eu era a Eva Criada para a felicidade de Adão
Mais tarde fui Maria
Dando à luz aquele
Que traria a salvação
 Mas isso não bastaria
Para eu encontrar perdão.
Passei a ser Amélia A mulher de verdade
Para a sociedade
Não tinha a menor vaidade
 Mas sonhava com a igualdade.
Muito tempo depois decidi: Não dá mais!
Quero minha dignidade
Tenho meus ideais!
Hoje não sou só esposa ou filha
Sou pai, mãe, arrimo de família
Sou caminhoneira, taxista,
Piloto de avião, policial feminina,
Operária em construção ..
Até presidente da nação,
Ao mundo peço licença
Para atuar onde quiser
Meu sobrenome é COMPETÊNCIA E meu nome é MULHER !!!

(O Autor é Desconhecido, se souber coloquie créditos)

Amor além da vida!



Hoje faz um pouco de frio, a tarde tem o encanto do ar puro.
O sol encabulado da beleza à tarde.
Um dia que seria comum, não fosse pela atmosfera quase irreal.
O crepúsculo é rosado e o seu encanto vem lentamente.
 Por longo tempo, observo este céu tão lindo...
 E assim...
 Fiquei triste, mas ele não via.
 Chorei e ele não viu.
 Sofri, mas ele não viu.
 Sorri e ele não viu.
 O mesmo lugar que em que junto amou e sonhou a mesma paisagem.
 Toco com as mãos lentamente em meus olhos para ver se acordo.
Quando os abro, uma chuva de fogos estoura em faíscas.
 Hoje faz alguns anos que estivemos aqui.
Olho para trás de mim e vejo uma grande parte da cidade.
As águas refletem faixas coloridas que se estendem por longos filetes neste manto Transparente, até onde meus olhos podem ver.
Desta vez você não veio, olho uma estrela nos céus e entendo...
Acordei...
É você!
Bia.

Amor eterno.

Voltei ao passado

Andei pelas ruas da saudade
Visitei a praça do coração
Sentei no banco da felicidade
Estavas feliz ao meu lado
Fazíamos juras de amor
Eu segredei a você
Que jamais te esqueceria ...
Você me abraçou forte
Era amor com alegria
Marcamos o nosso encontro
Foi testemunha o luar
As estrelas brilharam ao nos ver passar
De mãos dadas ficamos
Um beijo trocou
Foi prece de amor
Ali ainda nos encontramos
No ontem meu amor.

 Bia