Crasy Júlio Iglecias- Youtub ( Aperte que toca).

Loading...

terça-feira, 10 de abril de 2012

poetandoapenas-biahttp://www.sky.fm/play/solopiano

domingo, 8 de abril de 2012

Medo







Nosso maior inimigo=Medo

 Medo de bicho
Medo de gente
Medo de ficar em casa
Medo de sair
Medo de viver
Medo de morrer
Medo de trabalhar
Medo de perder o trabalho
Medo do pai
Medo da mãe
Medo do irmão
Medo do colega
Medo de ganhar
Medo de perder
Medo de não ser amado
Medo de amar
Medo= insegurança
Medo=doença
Medo da dor
Medo do amor...
Medo meu irmão de que?
Medo de quem?
Deus nos fez capaz e o normal é não temer nada
Somos seres livres
Donos de nossas próprias decisões e opiniões
Simplesmente viva!
Qualquer coisa fora disto, trate-se.
Medo causa apenas sofrimento e dor
Saiba sair só das situações desagradáveis
Procure ajuda se não souber ou não puder sair só de situações
O normal meu irmão é não temer!
Simplesmente, viva e deixe viver.
Nosso maior e pior inimigo
Nós mesmos= Vença-se.

 Bia Castellano de Almeida.

SENTINDO APENAS.






Tenho em mim um mundo a parte
 Cada ser humano tem o seu mundo  seu mundo é único diferenciado
Observo seus traços como se pudesse
 Através de sua aparência descobrir em você suavidade e encanto
 Seu rosto é a imagem da felicidade
 Nele transparecem sonhos
 Tristezas e lembranças passaram
 Olho em volta tento me desligar de você
 A natureza é opulenta e deslumbra
 De uma simplicidade ímpar
 Ao redor estamos cercados de um caminho florido e extenso
 Tento tocar suas vestes
 À medida que me aproximo sinto-te mais distante
 Fico parada e não toco em você
 Não estas aqui seu pensamento esta longe
 Só então me afasto...
 Eu o perdi.

 Bia castellano de Almeida.

Oração- Eu e DEUS

Senhor!
 Ajuda-me
Ajuda-me Pai a seguir firme a caminhada
Ajuda-me a ser forte mesmo que eu não te entenda
Ajuda-me Senhor a compreender que nada posso sem teu auxilio
Ajuda-me Pai a seguir sem desistir nunca
Ajuda-me Senhor a ser filha, mãe, esposa, mulher
Ajuda-me a compreender que nem tudo o que quero é possível
Ajuda-me a realizar o que posso sem temor
Ajuda-me Pai a perdoar o que considero imperdoável
Ajuda-me a vencer com meu esforço
Ajuda-me a amar sem limites
Ajuda-me Senhor a realizar em cada dia todo o meu melhor
Ajuda-me ainda a ter discernimento das coisas que ainda não percebo
Ajuda-me pai a realizar sempre algo de bom em prol de meu irmão
Ajuda-me a me ajudar, amém!

 Bia Castellano de Almeida.

Estou só.

Sentindo apenas

 Tenho em mim um mundo a parte
 Cada ser humano tem o seu mundo
 E seu mundo é único diferenciado
 Observo seus traços como se pudesse 
Através de sua aparência descobrir em você suavidade e encanto
 Seu rosto é a imagem da felicidade
 Nele transparecem sonhos
 Tristezas e lembranças passaram
 Olho em volta tento me desligar de você
 A natureza é opulenta e deslumbra
 De uma simplicidade ímpar
 Ao redor estamos cercados de um caminho florido e extenso
 Tento tocar suas vestes
 À medida que me aproximo sinto-te mais distante
 Fico parada e não toco em você
 Não estas aqui seu pensamento esta longe
 Só então me afasto...
 Eu o perdi.

 Bia Castellano de Almeida.

O silêncio é prece.

O silêncio é prece.


 Deus deu-nos apenas uma boca...
 Dois braços/ duas mãos/dois pés/dois olhos/
 Duas narinas/ inúmeros dedos e por ai vai/ 
Temos muitos dentes/vários neurônios/ mas /apenas uma boca/
 Bendito seja o silêncio
Do silêncio vem à reflexão/
 A calma/ nele encontro pensamentos/ outros momentos/ minha alma./.
 Bendito silêncio/ evitas desavenças/ tertúlias inúteis/
 De ti retiro o bom senso /
No silêncio sinto/ Penso/caminhos traço/
 Meu mundo refaz/No silêncio encontro /
Harmonia que dirige meus passos/
 No mesmo silêncio eu oro /
Com DEUS converso/agradeço/ peço/imploro /
 Choro/lamento /momento que acalma /
Sou Eu comigo agora/penso/ repenso/
 O silêncio me acalma/
 Bendito sejas tu/
Reflexão de minha alma/
 Silêncio/
Grande sabedoria de quem sabe silenciar/
 Palavras/ o silêncio sabe falar/
 Aquietas-te e ora em paz!

 Bia Castellano de Almeida.