Crasy Júlio Iglecias- Youtub ( Aperte que toca).

Loading...

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Aquele que amo ou penso AMAR.



É doce como o mel.
Suave e terno, sendo forte Pessoa que vive como poucos, sabe viver.
Tem um coração que pode ser comparado ao infinito.
Quando fala os que escutam sentem suas palavras.
As palavras não são para serem apenas ouvidas e sim sentidas!
Esta sempre sorrindo.
Alguém a quem me refiro como “Aquele que sabe doar felicidade”.
Contempla as coisas, dando um valor sublime a cada uma delas.
São estas pessoas que transmitem o que sentem.
Seus olhos tem maior brilho, mais ternura.
É invulgar.
Em seu sorriso sinto a confiança que quero sentir em alguém.
Você meu amor é aquela estrela cadente que vislumbro no céu Raramente...
E Rogo a DEUS um pedido com fé...
Vem me ver... amor....estou aqui por uma eternidade!

 Bia.

A BELEZA DE CADA UM

Além desta VIDA!

Hoje brotei terna,
Divina
Sinto-me suave como a primavera
Leve como a rosa em botão
Construí em mim um castelo de sonhos cor de rosa
Doce como o mel, cintilante como o brilho das estrelas.
Vejo na imensidão do mar
Sinto-me só com uma ternura imensa
Admiro as águas olho o céu até que meus olhos se percam no horizonte
Minha respiração é sadia meu corpo leve.
Sinto uma grande saudade
Junto à vontade de ter você mais perto
Estas em mim
Meu sorriso se expande e solta
Nesta minha Caminhada você é meu caminho é livre
É Luz Caminho florido e belo
O sol vai se postando aos poucos e tomba cansado dando lugar a lua
Olho em volta só existe beleza ali
A lua se desculpa encabulada qual bola prateada iluminado o céu
Entre a natureza e Eu esta você...
Amor além da vida!

Bia.

DOAÇÃO.



Hoje sinto a calma libertação de um passado
Muitas vezes sofremos por desilusão
São momentos em que caem por terra
Nosso mais doce sonho de uma juventude confiante
Sinto uma calma repousante
Meu corpo esta relaxado e minha cabeça não pesam mais.
Talvez a decepção seja tanta, que eu não consigo ficar tensa, sentida,
Sinto em mim apenas o coração.
Não tenho lágrimas, não tenho tristeza, não sinto ódio e não sinto amor.
Não vive em mim qualquer tipo de sentimento.
Somente uma serenidade que a vida me proporciona.
Talvez, venha breve a realidade, e eu então sentirei.
Terei a capacidade de aceitar as coisas como elas são.
Ninguém muda o mundo, mas nós cooperamos com ele.
Certas pessoas nunca entenderão,
Mas um dia compreenderão que uma vida para ser vivida tem que possuir-se muito amor.
Dar amor é entregar o que nos é mais caro, e isto é Divino é sublime, é puro.
Porque dar amor é simplesmente entregar ao outro o melhor de “si.”.

Bia Castellano de Almeida.